Homepage
RSS
Twitter

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Busca

Funcionários dos Correios fecham agência de Timon

04/05/2015 • 17:01




































Funcionários da principal agência dos Correios de Timon cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira e fecharam a repartição. A paralisação foi em protesto pela falta de segurança na agência que vive sendo assaltada.

O estopim para a decisão de paralisar as atividades foi o fato da agência ter sido arrombada na madrugada. Para os funcionários não há como voltarem ao trabalho nas condições atuais de segurança da empresa.

A categoria explica que piores foram os assaltos sofridos nos últimos tempos. Somente neste ano foram cinco, onde vários funcionários estiveram com armas apontadas para suas cabeças.

Prática criminosa traumatizante para os servidores, 15 deles estão fazendo tratamento psicológico por conta dos constantes assaltos sofridos.

O alvo constante da agência por parte de ladrões tem preocupado até mesmo os vizinhos, pois no último assalto os ladrões empreenderam fuga pelos quintais de vizinhos. Uma vizinha chegou a ser rendida por um dos ladrões antes deste ser preso pela policia militar.

Os funcionários mantiveram a agência fechada nesta segunda-feira exigindo providências em relação a segurança deles.


Timonense sofre para sacar dinheiro


Os timonenses que precisaram de dinheiro sofreram no feriado último e final de semana. Em muitos dos caixas eletrônicos dos bancos não foi disponibilizados dinheiro e os clientes passaram sufoco.

O sofrimento perdurou na manhã desta segunda-feira (4) quando os caixas onde foram disponibilizados dinheiro amanheceram com enormes filas(na foto ao lado fila na manhã de hoje no caixa rápido da farmácia Big Ben).

A falta de dinheiro nos caixas eletrônicos durante feriado e finais de semana é um problema que vem se repetindo há tempos em Timon. Até parece que as instituições financeiras não se planejam para atender os clientes. Chama a atenção também o silêncio dos órgãos de defesa dos consumidor local, como o Procon e o próprio Ministério Público sobre essa falta de respeito dos bancos com aqueles que precisam de seus serviços. Ainda não se tem notícia que algum desses órgãos de defesa da sociedade tenha se manifestado sobre essa situação. Os timonenses cobram providências...


Matões continua sem Banco do Brasil


















Desde quando foi assaltada no último dia 7 de abril que a agência do Banco do Brasil da vizinha cidade de Matões continua fechada. O fechamento da instituição bancária tem provocado muito sofrimento aos moradores daquela cidade.

Comerciantes interessados em pagar boletos bancários, funcionários públicos estaduais e municipais, além aposentados, estão tendo que se deslocar para a vizinha Parnarama para conseguir atendimento. A procura pela agência da vizinha cidade tem superlotado o banco, onde houve um aumento nas filas e demora no atendimento.

Para fugir do sufoco da agência em Parnarama, muitos matoenses tem percorrido longas distâncias. Alguns tem optado por Timon, outros tem buscaram as agências de Caxias e Teresina.

O funcionamento da agência BB de Matões estava previsto para voltar nesta segunda-feira (4), mas foi adiado para o próximo dia 11.


Rua 21 do Pedro Patrício recebe melhorias da Prefeitura de Timon
















O prefeito Luciano Leitoa e o secretário municipal de Obras e Infraestrutura (Seinfra), Dolival Andrade, visitaram na manhã desta segunda-feira (04) a Rua 21 do bairro Pedro Patrício, onde está sendo feita uma intervenção para restabelecer a passagem de veículos pela via.

Nesse ponto da rua visitado pelo prefeito existe um grotão, que impede a passagem de veículos e pedestres. Segundo o engenheiro e diretor executivo da Seinfra, Lourival Júnior, será feita a drenagem das águas, aterramento e construção de muros de arrimo para reestabelecer a passagem. “Essa é uma das principais ruas do Pedro Patrício e que dá acesso também ao bairro Cidade Nova. Com esse trabalho que está sendo iniciado hoje, vamos conseguir refazer a passagem para veículos pequenos e grandes”. As máquinas já estão no local fazendo a movimentação de terras e também a limpeza.

O secretário Dolival Andrade afirmou que após essa intervenção a parte da rua em que não pavimentação com calçamento poliédrico passará por terraplanagem para melhorar o acesso dos moradores de quem trafegam por lá todos os dias.

Outra intervenção foi iniciada na rua 21, no cruzamento com a rua 05, no dia 10 de abril. Nesse ponto, a Seinfra está construindo muros de arrimo com 2,60 metros de profundidade para conter a ameaça de desabamento de algumas residências. Nas proximidades do grotão, será feita uma estrutura de concreto com ferros para a passagem das águas, bem como mais um muro de contenção para evitar que as residências sejam atingidas pelo grande volume de água que é gerado na região quando há chuvas fortes. Após essa etapa, o calçamento será recuperado nesse trecho.
(Assessoria)

Comentários

Rubens quer investigação rigorosa da morte de Vavá

04/05/2015 • 15:29
















O vice-líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Rubens Pereira Jr (foto acima à direita) esteve nesta segunda-feira (4/mai) no Hospital de Buriticupu prestando solidariedade à família do vereador Vavá (foto acima à direita), assassinado este final de semana. Filiado ao PCdoB, Cícero Ferreira da Silva, o Vavá era presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia.

“Apuração irrestrita e imediata”, pediu o deputado, por meio de sua conta no Twitter. O parlamentar esteve com o superintendente da Polícia Civil e com a equipe de legistas e pediu uma investigação rigorosa do crime. “A população está extremamente revoltada com um crime que é tristemente comum na região”, afirmou Rubens.

O Comitê do PCdoB no Maranhão divulgou nota sobre o caso em que afirma que “recebeu do Governo do Estado a garantia de que todas as providências estão sendo adotadas para esclarecimento do crime e punição dos autores”. Segue abaixo a íntegra da nota.


Nota de pesar e solidariedade


O Partido Comunista do Brasil - Maranhão manifesta profundo pesar pela morte do companheiro Vavá, vereador e Presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia, assassinado por pistoleiros na tarde deste domingo, 03/05/15.

O PCdoB recebeu do Governo do Estado a garantia de que todas as providências estão sendo adotadas para esclarecimento do crime e punição dos autores, o que aguardamos com a prioridade que o caso requer.

Abraçamos os companheiros do PCdoB em Santa Luzia e muito especialmente os familiares e amigos nesta hora de dor profunda pela perda do companheiro Vavá.

Egberto Magno
Vice-Presidente do PCdoB/MA


Comentários

Shopping de Timon é ampliado para receber novas lojas

03/05/2015 • 21:02

Não é só as empresas que pretendem se instalar no Polo Empresarial local que estão de olho no mercado estratégico de Timon. O Cocais Shopping que o dia. O empreendimento nem mesmo está com suas obras terminadas e várias grupos empresariais do segmento do varejo já mostraram interesse em se instalar no local.

Projetado com área de reserva para ampliação, o empreendimento está tendo que usar agora o espaço extra para construir instalações de novas lojas. A ampliação se fez necessária por conta do interesse das lojas Americanas, já conhecida pelos timonenses por ter filial na vizinha cidade de Teresina, e também por conta da Le Biscuit, que é uma rede de lojas de departamento brasileira que vende itens de artigos de decoração, pintura, brinquedos, materiais escolares, papelaria e armarinho, festa, utilidades para o lar, dentre outros, sendo esta uma das maiores do setor no Brasil.

Otimismo, avanço das obras e previsão de inauguração

Projeto do grupo do empresário Paulo Guimarães, o Cocais Shopping será o primeiro de Timon. Erguido na avenida Piauí, no centro da cidade, o empreendimento tem levado otimismo para seus idealizadores pela grande procura que tem recebido de empresários interessados na aquisição de lojas. Seu projeto inicial, antes da ampliação incluía 270 lojas, praça de alimentação, salas de cinemas, hipermercado, praça de eventos, lojas âncoras, bancos, praça de brinquedos, 705 vagas para carros e motos, 16 lojas serviços.

Loja âncora, o hipermercado do Grupo Mateus deverá ser o primeiro a se instalar no local. A previsão dos organizadores do shopping é de que até novembro ou dezembro deste ano a loja seja inaugurada.

Já o shopping com todas as lojas prontas deverá ser inaugurado em maio do próximo ano.
(Com foto ilustrativa do projeto do shopping)


Grupo Sarney quer Alexandre Almeida na oposição
















Os laços políticos e de amizade do deputado estadual Alexandre Almeida do PTN com o grupo Sarney estão longe de ser desfeitos. O grupo liderado pelo ex-presidente da república quer Alexandre Almeida na oposição ao governo Flávio Dino no Maranhão. O recado com esse indicativo veio na semana passada com o deputado estadual Sousa Neto(foto acima à esquerda). O parlamentar que é do PTN, mesmo partido de Alexandre, assumiu a direção do partido no estado e deu o tom que deverá nortear a sigla no Maranhão.

Genro do ex-secretário Estadual da Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, Sousa Neto tão logo recebeu a garantia que seria o novo manda chuva do PTN no estado, já declarou que o partido terá postura de oposição ao governo de Flávio Dino.

Entre os analistas políticos maranhenses a condução de Sousa Neto a presidência do PTN,sua postura e exigência, foi um recado mais do que claro do grupo Sarney ao deputado timonense para que o mesmo pare de flertar com o governo e mantenha-se longe da atual administração estadual comunista. Se assim não o fizer, tem gente achando que o deputado de Timon poderá sofrer sanções por infidelidade partidária.

Aguardaremos novos fatos nessa nuvem política que não para de se movimentar e ganhar novas formas...


Pistoleiros matam vereador do PC do B de Santa Luzia

Cícero Ferreira da Silva, do (PCdoB), foi morto a tiros na porta de casa.Crime ocorreu por volta das 16h deste domingo no povoado Faisa, no MA

O PC do B, partido do governador Flávio Dino,  está de luto. O presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia, Cicero Ferreira da Silva(foto ao lado),  foi assassinado na tarde deste domingo (3), na porta de casa, localizado no povoado Faisa, que faz fronteira com o município de Buriticupu, no Maranhão. Ele era membro do PC do B.

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Santa Inês, Walter Costa, o vereador estava em casa quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. O homem que estava na garupa da moto sacou a arma e atirou cinco vezes. Os dois suspeitos fugiram logo em seguida.

“Não sabemos de muita coisa ainda. Recebemos a informação do delegado Clarismar que de imediato foi ao povoado que é bem distante da cidade. Ele (vereador) ainda foi socorrido pelas informações preliminares levantadas até agora, mas morreu”, afirmou.

Cícero ainda foi levado para um hospital do município de Buriticupu, localizado a 120 quilômetros da sede de Santa Luzia, mas chegou sem vida ao local. A polícia ainda não confirmou os motivos para o crime, nem se a vítima estava sendo ameaçada.

O vereador estava no segundo mandato como vereador e ocupava o cargo de presidente da Câmara. Equipes da Polícia Civil e Militar foram enviadas a região para iniciar as buscas pelos assassinos e a investigação do crime.

Nota de pesar do PC do B


A direção estadual do PC do B maranhense soltou nota de pesar pela morte do companheiro do partido.Assinada pelo vice-presidente regional da sigla, Egberto Magno, nela os comunistas ao mesmo tempo que lamentam a perda do companheiro e se solidarizam com os parentes e amigos do vereador, cobram providências do governo do estado no sentido de localizar os autores do assassinato para que paguem pelo crime que praticaram.
(Com informações do G1 Ma e da direção estadual do PC do B)


Timon deverá ganhar investimentos de 40 milhões da concessionária de abastecimento dágua da cidade

Após tornar-se oficialmente responsável pelos serviços de água e esgoto na cidade , a AEGEA pretende através do “águas de Timon”, investir mais de 40 milhões de reais em três anos. Somente entre 2015 e 2016, serão mais de 26 milhões, o que representa um percentual de 14% do total dos investimentos. Tais recursos serão utilizados para construção de uma estação de tratamento de água, implantação de uma estação elevatória, construção de mais 3 reservatórios, sendo que o primeiros será iniciado agora em 2015, para serem somados aos atuais 22 distribuídos na cidade, implantar e substituir 45 mil hidrômetros, ampliação da rede de distribuição de água em mais 141,5 km, substituir 21 km da rede atual que está comprometida, construção de uma estação de tratamento de esgoto e implantar mais de 326 Km de rede de esgoto.

Com tais investimentos, a AEGEA pretende atender a 100% das casas da cidade com água tratada logo no primeiro ano de trabalho. Em seguida, a meta é também dotar a cidade com 100% de esgoto tratado.

Além de aumentar a qualidade de vida, evitando o transtorno da falta de água quando mais precisamos e diminuindo os gastos com saúde, esses investimentos irão ajudar no desenvolvimento econômico da cidade. Muitos investidores imobiliários da região e do eixo sul e sudeste do Brasil, pretendem implantar empreendimentos no município a partir da instalação do “Águas de Timon”.

Comentários

Gari que matou escrivã em Caxias foi condenado

02/05/2015 • 18:22

O gari Francisco Alves Costa, 44 anos, foi condenado pela Justiça do Maranhão a 72 anos, 2 meses e 20 dias de prisão regime fechado pelo estupro de suas duas filhas, de 17 e 20 anos, no início do ano passado. O caso teve enorme repercussão na época, porque após ser preso, Francisco matou, a facadas, a escrivã Loane Maranhão da Silva Thé, 32 anos, que colhia seu depoimento na delegacia de Caxias (MA) e feriu outra funcionária que estava na sala.

"A condenação pelo crime do estupro das filhas saiu na última quinta-feira (30). Se ele tiver direito à progressão, será em cima dessa pena de mais de 72 anos, ou seja, ele não sai mais da cadeia. Estou aliviada com a decisão. A família toda está", diz a mãe da escrivã assassinada, a advogada Eliane Maranhão Thé (foto)

A morte da escrivã

Loane (foto de vestido vermelho) trabalhava como escrivã na Delegacia da Mulher e havia chamado o preso Francisco Costa para prestar depoimento. Segundo o delegado regional Celso Álvares Rocha, que estava à frente das investigações, no momento em que se viu sozinho com a vítima, o suspeito a esfaqueou com uma faca que havia trazido de casa. 

No momento do crime haviam cinco pessoas na Delegacia da Mulher. A investigadora ferida foi levada para o Hospital Regional da cidade. Loane morreu no local. 

"Esperamos também a pena máxima no caso da morte da minha filha, porque além disso, houve tentativa de homicídio da outra moça. Ele já foi pronunciado, mas a Defensoria Pública entrou com recurso para diminuir a pena e o processo está em São Luís. Nos próximos meses deve voltar a Caxias e o juiz vai marcar o julgamento no Tribunal do Juri", explica a mãe de Loane.

Ação contra o Estado

Eliane disse ao Cidadeverde.com que está entrando com ação contra o Governo do Maranhão na área cívil, por reparação de danos. A indenização será utilizada para criar uma fundação de amparo a mulheres.

"Minha filha passou a vida inteira ajudando mulheres desamparadas, que sofriam violência doméstica, que eram agredidas pelo marido. Vamos iniciar a ação em junho deste ano, porque entendemos que o Estado do Maranhão foi omisso", argumenta Eliane.

A advogada defende que sua filha estava a serviço dentro de uma delegacia, sem nenhuma proteção, fazendo um trabalho que não era de sua competência (ouvir presos). Loane havia sido aprovada em um concurso para delegada e foi convocada para assumir a vaga no dia de sua morte.
(Do Portal Cidadeverde.com)

Comentários

Ex-procuradora é acusada de beneficiar Ricardo Murad

01/05/2015 • 19:00

A ação é por ato de improbidade administrativa contra a ex-procuradora-geral de justiça, Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro, e contra o ex-secretário de estado da Saúde

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, Ação Civil por ato de improbidade administrativa contra a ex-procuradora-geral de justiça, Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro (foto), e contra o ex-secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad.

Na ação, os promotores de justiça Tarcísio José Sousa Bonfim (30ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa) e João Leonardo Sousa Leal (28ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa) questionam o fato de a ex-chefe do MPMA rejeitar a denúncia já recebida pelo Poder Judiciário contra Ricardo Murad alegando "inépcia da peça acusatória".

A denúncia contra Ricardo Murad foi oferecida pelo ex-procurador-geral de justiça, Raimundo Nonato de Carvalho Filho, em 2005, quando Murad ocupava o cargo de gerente de Articulação e Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Luís. A gerência foi a nomenclatura adotada pelo Poder Executivo estadual equivalente a secretaria de estado.

Ricardo Murad foi acusado pelos crimes de formação de quadrilha e fraude de processos licitatórios em contratos entre a Gerência Metropolitana e a Nanasel Manutenção de Condomínios Ltda. Após a eleição de Murad, como deputado estadual, a ação foi remetida ao Tribunal de Justiça, em decorrência do foro privilegiado.

Diante da situação, Fátima Travassos formulou requerimento de rejeição da denúncia, alegando inépcia da ação inicial. "A exclusão, sem qualquer razão jurídica somente em relação ao senhor Ricardo Murad, pessoa com quem mantinha estreita amizade, foi apurada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Aliás, tal amizade, vinculação e falta de independência da então chefe do parquet maranhense é fato público e notório e de conhecimento de toda a sociedade maranhense", destaca o Ministério Público.

Os promotores destacam, ainda, que Fátima Travassos, por conta de sua amizade, atrelamento e dependência a Ricardo Murad, foi reconduzida ao cargo mesmo figurando em segunda colocação na lista tríplice. "Além de ser ação anômala e não correspondente com o interesse público que deve nortear todo o agir de qualquer agente público, o requerimento de inépcia da inicial e o pleito de sua rejeição como feito pela primeira demandada fere de morte o princípio da indisponibilidade da ação penal e da unidade do Ministério Público".

No mesmo sentido, o CNMP reconheceu, em sindicância, que o pedido de rejeição contra Murad "coloca o Ministério Público maranhense numa posição à margem da legalidade e do bom senso", quando cabia somente a ela, no exercício da função de procuradora-geral de justiça, promover o andamento do processo, de acordo com a Lei Orgânica do Ministério Público do Maranhão (Lei nº 013/91).

As Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de São Luís classificam a conduta de Travassos como "ilegal, imoral e pessoalizada", pois foi realizada sem qualquer base jurídica, razão ou fundamento plausível, a não ser "favorecer o senhor Ricardo Jorge Murad para fins de satisfação de interesse pessoal".

O fato também chamou atenção dos magistrados. Durante o julgamento do pedido de rejeição da denúncia, o desembargador Marcelo Carvalho Filho argumentou que o MP, "ao arguir a inépcia da denúncia formulada por ele próprio, após o recebimento feito pelo juiz, acabou violando o princípio da obrigatoriedade da ação penal, esculpido no artigo 42, do Código de Processo Civil, segundo o qual o Ministério Público não poderá desistir da ação penal".

Segundo os autores da Ação Civil, na fase em que o processo-crime contra Murad tramitava, com a denúncia já recebida pelo juízo competente, não era mais possível, rejeitar a denúncia somente em relação a um dos acusados. A medida executada por Travassos contraria os princípios da obrigatoriedade da ação penal e do interesse público.

"Naquela ocasião, deveria ter a primeira demandada feito uso de padrões mínimos de ética, de moralidade e de interesse público a possibilitar que as provas reunidas no bojo de uma investigação criteriosamente realizada por um grupo de promotores de justiça de indubitável responsabilidade fossem analisadas sob o crivo do contraditório e da ampla defesa, para, ao final, se sustentar a procedência ou não da pretensão punitiva estatal", destacam Tarcísio Bonfim e João Leonardo Leal.

O Ministério Público pediu ao Poder Judiciário que os acusados sejam condenados à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público, além do pagamento das custas judiciais.

Comentários

  1. «
  2. ... 
  3. 52
  4. 53
  5. 54
  6. 55
  7. 56
  8. 57
  9. 58
  10. ...
  11. »
ENVIE SEU COMENTÁRIO
COMPARTILHE COM AMIGOS
SELECT SQL_CACHE banner.arquivo,banner.link,banner.tempo,tipo.altura,tipo.largura FROM dsm_banner_rel_secao as relacao INNER JOIN dsm_banner as banner ON banner.id=relacao.banner_id INNER JOIN dsm_banner_tipo as tipo ON banner.banner_tipo_id=tipo.id WHERE banner.status=1 AND relacao.secao_id='78' AND banner.arquivo <> '' AND (banner.banner_tipo_id='5' OR banner.banner_tipo_id='6' OR banner.banner_tipo_id='7' OR banner.banner_tipo_id='8') ORDER BY banner.prioridade ASC,relacao.id DESC

O Portal AZ é apenas o meio contratado para divulgação deste material.
Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes neste espaço é de responsabilidade civil e penal exclusiva do blogueiro.
O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial da empresa.

portal az - Informação de Verdade
Todos os direitos reservados © 2000 - 2009